Lucro reduzido: 5 coisas que estão minando a sua margem

Lucro-reduzido-1_v2

Um dos principais objetivos de uma empresa é gerar lucro e valores para que sejam possíveis novos investimentos e também o crescimento dela como um todo. Somente assim é possível que ela se mantenha ativa, gerando empregos e renda, tanto para os sócios quanto para os colaboradores.

Uma empresa que gera lucro é uma empresa saudável e que mantém saudável a sociedade a sua volta e ainda contribui para o desenvolvimento de todos os seus públicos. Portanto, uma empresa com lucratividade é de grande importância para muitas pessoas e não apenas seus gestores e proprietários.

Um bom gestor precisa estar sempre no controle de todos os números que representam o seu negócio e, principalmente, saber cruzar, analisar e identificar os dados existentes para apontar se a situação da organização está positiva ou negativa. Saber sobre a lucratividade e a rentabilidade da empresa, por exemplo, é essencial.

Lucratividade x rentabilidade

Amplamente usados em reuniões e durante o dia a dia da empresa, os termos Lucratividade e Rentabilidade são de grande importância para o negócio e para tudo que está em torno dele. Entretanto, muita gente usa um como se fosse o outro e vice-versa. Apesar de parecidos, eles significam coisas distintas para a organização, por isso, saber exatamente o que representam e como calcular cada um é de extrema importância para o gestor.

Lucratividade

Lucro-reduzido-3

A lucratividade de uma empresa é um percentual que vai indicar os ganhos obtidos em cima das vendas que foram realizadas. Ela é diferente de lucro, que significa o valor por si mesmo do montante obtido através das vendas, retirando as deduções, despesas e custos.

Ela diz, basicamente, se o negócio está justificando a operação. Em termos mais fáceis, significa se as vendas estão sendo suficientes para pagar os custos e despesas e acabar gerando lucro para a organização. Ela é apresentada em percentual, facilitando a comparação com outras empresas, mesmo que de tamanhos e áreas diferentes.

Rentabilidade

Lucro-reduzido-4

Ao passo em que a lucratividade nos traz os ganhos obtidos de forma imediata e em um período específico, podendo ser uma semana, mês, ou semestre, por exemplo, a rentabilidade permite saber qual o retorno ocorrido sobre o investimento realizado na empresa a longo prazo.

Esse cálculo é bastante importante para saber se o investimento no negócio é válido. Em alguns casos, por exemplo, a lucratividade precisa ser bastante alta para que a recuperação de investimento seja feita rapidamente, como em eventos ou negócios que tenham a vida curta.

Esse cálculo também pode ser feito com clientes, por exemplo, para saber quais têm sido mais rentáveis e valendo o investimento feito neles. Calcular todos juntos pode ignorar o fato de que alguns exigem mais esforço e investimentos que outros.

Como calcular o lucro, a lucratividade e a rentabilidade da sua empresa

Lucro-reduzido-5

Apesar de bastante importantes para o dia a dia das organizações e para as tomadas de decisão, os números relacionados a lucro, lucratividade e rentabilidade são bastante simples de serem encontrados.

Para calcular o lucro, você pega todas as entrada (Ex: receita de vendas, receita financeira, etc..) e retira dela as saídas (impostos, devoluções e abatimentos).

Exemplo:

Entrada: R$ 1.500,00

Soma de saídas: R$ 900,00

Conta: Entrada – saída = R$ 1.500,00 – R$ 900,00 = R$ 600,00

Para chegar à lucratividade precisamos do lucro líquido e da receita bruta. Dividimos o lucro pela receita e multiplicamos por 100 para chegar à porcentagem que representa a empresa.

Exemplo:

Lucro líquido: R$ 600,00

Receita Bruta: R$ 1.500,00

Conta: (Lucro líquido / Receita Bruta) x 100 = (R$ 600,00 / R$ 1.500,00) x 100 = (0,4) x 100 = 40%

Já ao calcular a rentabilidade utilizamos o valor de lucro líquido e o dividimos pelo valor total de investimento, em seguida, para sabermos a porcentagem que representa, multiplicamos por 100.

Exemplo:

Lucro líquido: R$ 600,00

Investimento total: R$ 1.300,00

Conta: (Lucro líquido / Investimento total) x 100 = (R$ 600,00 / R$ 1.300,00) x 100 = (0,4615) x 100 = 46,15%

5 Inimigos da lucratividade

Lucro-reduzido-6

Os números de lucro, lucratividade e rentabilidade são os mais importantes para determinar o sucesso da empresa e para observar se o caixa tem sido positivo como o esperado, ou não. Obviamente, quanto maiores as porcentagens de lucratividade e rentabilidade, melhor o negócio está fazendo seu papel de gerar lucro para aumentar investimentos.

Entretanto, algumas vezes a revelação dos números pode surpreender e acabarmos descobrindo que a empresa não tem demonstrado tanto resultado quanto o imaginado ou quanto deveria. Alguns vilões podem estar comprometendo seriamente o desempenho da empresa e ficar de olho neles é de extrema importância.

 

Preços baixos

Lucro-reduzido-7

Apesar de ser uma grande estratégia para atrair clientes, oferecer preços baixos é um grande vilão da lucratividade. É preciso que seu produto seja atrativo, entretanto é muito necessário que os valores obtidos supram todas as despesas da empresa. Aqui também é importante observar a valorização do produto, que deve ser precificado de acordo com o que realmente vale e com base no que oferece de experiência e de solução para o consumidor.

Veja neste outro post como precificar o seu produto ou serviço.

 

Gastos desnecessários e excessivos

Lucro-reduzido-8

Gastos com contratações ou aquisições de equipamentos desnecessários são grandes problemas para o caixa da empresa. Muitas vezes, na exaltação de resultados positivos, gestores empolgam-se e fazem investimentos que poderiam esperar e acabam por comprometer a empresa e seus valores.

Avaliar os gastos realmente necessários e inevitáveis, cortar o que não é preciso e reduzir onde der, é básico, mas efetivo na hora de diminuir os gastos e aumentar o lucro nas suas vendas.

 

Vendas a prazo

Lucro-reduzido-9

Vendas parceladas podem ser um problema para os lucros da empresa por não existir a garantia de que seus clientes irão pagar, caso você não trabalhe com sistemas que garantam isso. Isso pode acarretar grandes prejuízos e os montantes que seriam utilizados passam a ser negativos, difíceis de reverter.

 

Pagar antes de receber

Lucro-reduzido-10

Não alinhar o pagamento de fornecedores e demais contas com o calendário de recebimentos pode desestabilizar as contas mensais e os fechamentos de valores, tornando muito mais difícil uma avaliação correta da real situação da empresa. Lembre-se que é preciso receber para poder pagar e o inverso disso representa negatividade no caixa e possível prejuízo para meses futuros.

 

Contratos sem revisão

Lucro-reduzido-11

Renovações automáticas de contratos podem gerar cobranças abusivas por parte dos fornecedores ou perda de dinheiro com clientes. Estar sempre reavaliando os contratos vigentes para que reflitam a realidade da atualidade é de grande importância para não pagar mais do que deve ou cobrar menos do que o justo.

Conclusão

Lucro-reduzido-2

Você como líder deve estar sempre muito antenado em todos os aspectos – principalmente numéricos – da sua empresa, só assim será possível garantir a sustentabilidade do seu negócio.

Gostou das nossas dicas? Deixe um comentário abaixo falando o que achou :-).

myrp-banner-ebook-planejamento-anual